Por que o Ego negativo Prejudica o Aprendizado

Como o Ego Negativo se Apresenta

Por que o ego negativo é tão prejudicial para o aprendizado? Porque ele acionada o julgamento como forma de evitar o novo. Sim, ele ativa na potência máxima todas as suas crenças limitantes e mindset fixo. Além disso, ele rejeita tudo que é novo para não te tirar da ZONA DE CONFORTO. E esse cenário fica evidente se for uma área que você tem pouco domínio ou conscientemente não é tão habilidoso. O ego vai te dizer o seguinte: “Ah, mas eu já faço isso a vinte anos e esse povo quer me ensinar como devo fazer meu trabalho?” Já escutou algo semelhante?  O ego, por si, é chantagista! Ele é poderoso em sua atuação. Quer ver como ele age? Em um dia de trabalho comum, alguém solicita o envio de um e-mail para você.

Mas, você já realizou o envio e a pessoa afirma que você não mandou. Automaticamente você busca incansavelmente em sua caixa de saída até encontrar a prova e ao encontrar é invadido pela paz de TER RAZÃO. E devolve o e-mail para pessoa escrevendo pausadamente SEGUE NO-VA-MEN-TE. O que é isso? EGO! E o perigo dele concentra -se em dar uma falsa ilusão de que você é focado em resultado. Mas, reflita, se você fosse focado em resultado de verdade, jamais perderia tempo, horas da sua vida para PROVAR o envio de um e-mail. Acredito que com esse pequeno exemplo vocês já conseguiram identificar a atuação dele no dia a dia. Alias, guarde bem essa frase: “Não existe extraordinário no piloto automático”. O ego ativa o nosso piloto automático e vai brigar com unhas e dentes para te manter na inercia. Vai criar argumentos poderosos e convincentes para fazer você acreditar naquilo e rejeitar o novo.

O Ego Faz Você Rejeitar o Novo!

Sabe por qual motivo isso é mortal? Pois não significa que seu conhecimento é ruim, pelo contrário, é bem provável que o que você domina e sabe tenha levado você a um patamar único. Mas, o fato é: Não é sobre VOCÊ, é sobre o mundo e a velocidade com que as coisas estão mudando. O conceito de mundo VUCA explica bem esse cenário e suas complexidades. Vamos exemplificar: Digamos que você que está lendo esse artigo tenha feito curso de datilografia e em algum momento essa habilidade foi diferencial e te destacava dos demais. Mas, hoje o que você faz com o diploma? Ele te abre portas? Consegue compreender que não é sobre o valor do que você sabe ou fez. Mas, sobre a habilidade que é exigida para aquele momento. Muitas vezes, nossos conceitos e experiências são incríveis, no entanto, não é possível aplicar no cenário atual.

Portanto, estamos no momento perfeito para que SEM EGO possamos olhar para nossa atuação e questionar com verdade: “Eu consigo tocar as pessoas com o que faço?”, “Contribuo para que as pessoas desenvolvam suas habilidades na potencialidade máxima?” E considerando a realidade e entendendo a profundidade dessas perguntas, como é possível mudar minha forma de ensinar, agir e viver? Insisto no pensamento, não é o que eu FAÇO, mas COMO eu faço. E é completamente possível fazer isso sem perder sua autenticidade e simplicidade. Não queira ser algo diferente de você! Apenas renuncie às suas verdades absolutas e confortáveis, que são insuficientes para você cumprir aquilo que você ama e que escolheu dedicar a vida, da maneira mais tocante, impactante e relevante. Quando renunciamos o ego, a criatividade entra em cena e nos questionamos como podemos agir/fazer diferente.

Aprender o Novo, Significa Coragem!

Se você realizar uma avaliação sincera sobre sua performance, qual resultado encontrará? Por isso, aprender o novo, significa coragem. Sim, coragem de olhar e abandonar o que não serve mais, por mais valioso que seja. Coragem para olhar para os seus resultados, se questionar sobre o que pode ser feito diferente apesar dos obstáculos. Portanto, aprendizagem em tempos atuais, é muito mais sobre coragem do que capacidade cognitiva. Nesse artigo, não temos como objetivo te provar nada, apenas compartilhamos conhecimentos validados cientificamente. Sendo assim, finalizamos com uma provocação: Você está disposto a renunciar ao que te é confortável para se colocar na posição de aprendiz novamente?

Esse desconforto que a posição do aprendiz proporciona, deixa em evidencia a nossa vulnerabilidade. No entanto, essa  vulnerabilidade é a maior fonte de conexão com as necessidades do hoje. As pessoas desejam ter ao lado quem aprende, sente e desenvolve junto. E isso não significa que você tenha que desfazer do que sabe ou abandonar o que funciona. Na verdade, significa que você vai aumentar seu repertório, deixa – lo ainda mais em posse de novas ferramentas. Para fazer com que sua arte de ensinar fique cada vez mais moderna, eficaz e transformadora. Nós, da MP Sync, em nossa humilde posição de canais, também estamos em posição de aprendizes. Mas, com um propósito lindo de ajudar vocês a impactarem ainda mais pessoas.  E agora que tudo está esclarecido, só entre nós, te faço um convite, experimente exercitar em suas relações como um todo, práticas SEM EGO e JULGAMENTO.

Vamos juntos!

Marcela Prado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Por-Que-O-Ego-Negativo-Prejudica-O-Aprendizado