Como Manter a Calma e a Positividade em Tempos Desafiadores

Como manter a calma em tempos desafiadores

Nesse artigo quero compartilhar minha percepção frente aos acontecimentos que temos vivido. Além disso, pontuar sobre os comportamentos. Sim, nossos comportamentos são um reflexo dos nossos medos, angústias, ansiedade e todo e qualquer sentimento que não foi externado. Acredito que você assim como eu já se perguntou: “Como manter a calma e a positividade em tempos desafiadores?”. Nossos dias estão sendo preenchidos pelo caos do mundo, um sentimento de perturbação e inquietude. E mais do que isso, as pessoas estão passando por grandes crises de transformação e isso se estende também as empresas. Afinal, o que acontece no mundo atinge a todos! Portanto, o grande desafio nesse cenário, são os alertas enviados via: Pessimismo, Intolerância e a descrença em qualquer possibilidade de melhora (futura). E me usando como exemplo, nesses últimos dias percebi que estava ansiosa e com uma leve irritação

Realizando uma autoanalise, comecei a procurar a fonte raiz desses sentimentos. E o que eles queriam me dizer, no meu caso era autoexigência. Pois, nesse período havia a necessidade de dizer “NÃO” a projetos aos quais eu queria dizer “SIM”. Fora isso, estava conciliando trabalho, projetos novos, casamento, maternidade e manutenção da casa, tudo ao mesmo tempo. E essa somatização fez com que eu pedisse por PAUSA. É importante entender o momento em que devemos pausar e literalmente colocar os pontos nos “i”. E fazendo um paralelo ao que mencionei no início do artigo, existe uma falsa ilusão de que o ser humano é negativo por natureza. E sim, a neurociência diz que a base do nosso cérebro tem um viés negativo.

O Ser Humano é bom e Positivo por natureza!

Mas, em contra partida, outras pesquisas como a de Richard Davidson apontam que o ser humano é bom por natureza. Pesquisas com crianças de até 1,5 anos mostraram que seus gestos eram todos de contribuição, colaboração quando percebiam alguma necessidade de outra criança ou até mesmo de um adulto. Ou seja, nós nascemos bons, empáticos e colaborativos. O desafio é que ao longo da vida tivemos estímulos e referências contrárias. Nesse momento, estamos o tempo todo buscando por novas e inspiradoras referências positivas. Mas, o que acontece com frequência é que buscamos por isso fora da gente, desejamos soluções imediatistas, consumistas, medicamentosas e nos frustramos. Pois, essas soluções têm efeitos muito superficiais e breves em nosso cérebro.

Em soma a isso, recebemos altas e constantes doses de notícias cada vez mais horrendas. Essa somatização se torna um grande convite à ansiedade, depressão e surtos emocionais que mantém nossa mente ainda mais inquieta, instável e desacreditada de um futuro positivo. Diante desse cenário como manter a calma e a positividade?

Mantendo a Calma e Positividade

E por que qual motivo estou compartilhando tudo isso com vocês? Porque acredito que as pessoas só vão mudar de verdade por meio do processo de compreensão e expansão da consciência. E o primeiro erro que identifico nas grandes organizações é buscar esse caminho de fora, tentando encontrar a solução nos outros. Então uma cultura de busca de culpados e ações que promovem uma defesa, baixa produtividade e medo se instala de uma forma sólida, inviabilizando um ambiente conducente a inovação, inspiração e transformação. Compreende a gravidade da equação? Te convido a fazer a seguinte reflexão: Pare de esperar do outro confirmações, ações e iniciativas. Não temos controle sobre isso. Em função de esperarmos demais dos outros as ações que nos parecem certas, quando menos percebemos, vamos nos distanciando de quem somos e fazendo apenas aquilo que o ambiente faz. Aquelas máximas corporativas: “ah, mas aqui sempre é assim”.

A questão não é sobre o que é feito. A questão é qual é sua essência. Quando nossas ações começam a ficar dissonantes dos nossos valores, uma incongruência mental começa a se tornar insustentável. E vai aos poucos, minando nossa energia, nosso entusiasmo e consequentemente, nossos resultados, nossa performance e nossas chances de crescimento. É fato que o ambiente tem poder de nos influenciar. Estudos e pesquisas científicas sobre epigenética mostram isso. Ou seja, não importa o que acontece com você, importa o que você faz com o que acontece com você. Buscar novas ferramentas, aliar-se a pessoas com um nível de consciência expandida sobre relações humanas e o olhar para o todo podem ser estímulos fascinantes para te ajudar nessa jornada.

O poder que o ambiente pode ter de influenciar a sua calma!

Vou compartilhar com vocês as respostas que encontrei para esse questionamento com base nas minhas análises e estudos que fiz no decorrer desses tempos desafiadores.

  • Precisamos encontrar as respostas dentro de nós

E isso não será possível se você não dedica seu tempo e energias para isso. Ao contrário, dispensa em excesso nas redes sociais ou com outras fontes. Se não busca por um processo de autoconhecimento decisivo, sério, relevante e que te ajude a chegar em algum lugar. Que promova essa autoavaliação.

  • Como você está impactando o ambiente em que vive?

Se o ambiente tem um fator impactante, a pergunta que você deve se fazer é: Como estou impactando o ambiente em que vivo? Pois assim, você não espera que ele seja responsável pela sua transformação. Mas, ao contrário disso, você se percebe como parte integrante desse processo de transformação. Sendo assim, finalizo esse artigo compreendendo que em tempos desafiadores manter a calma e a positividade pareça impossível. Mas, não é!

Invista no autoconhecimento, no seu desenvolvimento pessoal, utilize de ferramentas certas, medite, reflita, leia e se desafie a ser melhor por você. Finalizo te convidando a ser mais gentil com você, viva seu processo com leveza.

Vamos juntos?

Marcela Prado

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Como Manter a Calma e a Positividade em Tempos Desafiadores